PGR denuncia Arlindo Chinaglia e Eduardo Cunha por recebimento de propina da Odebrecht

PGR denuncia Arlindo Chinaglia e Eduardo Cunha por recebimento de propina da Odebrecht
Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

A PGR denunciou os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Arlindo Chinaglia, e outras 15 pessoas por envolvimento em um esquema de pagamento de propina em troca de apoio à Odebrecht em contratos para a construção do Rio Madeira.

De acordo com a denúncia, Chinaglia solicitou R$ 10 milhões de reais da empreiteira. O repasse foi intermediado por Cunha.

Do total, o petista teria recebido R$ 8,7 milhões por meio de 36 pagamentos realizados pelo departamento de propinas da Odebrecht.

Chinaglia é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Cunha, por sua vez, foi denunciado somente por corrupção passiva por ter solicitado os valores repassados a Chinaglia.

 

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO