Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR diz ao STF que não houve irregularidades em depoimento de Bolsonaro

Na ação, Sergio Moro questionava interrogatório do presidente sem presença de seus advogados e da Procuradoria-Geral da República
PGR diz ao STF que não houve irregularidades em depoimento de Bolsonaro
Foto: Divulgação/MPF

O procurador-geral da República, Augusto Aras (foto), afirmou ao Supremo Tribunal Federal que não houve irregularidades em depoimento de Jair Bolsonaro o no inquérito que apura se houve interferência dele na Polícia Federal.

A manifestação se deu em um pedido da defesa de Sergio Moro. O relator do caso no Supremo, ministro Alexandre de Moraes, havia autorizado os investigadores a tomarem os depoimentos sem a presença dos advogados de Moro. A defesa do ex-ministro, então, protocolou uma petição pedindo que a PGR seja consultada a respeito desse procedimento adotado,

Segundo a PGR, autoridade policial realizou o depoimento em conformidade com a última decisão proferida no processo, o que já seria suficiente a afastar a alegada irregularidade.

“Não há se falar em prejuízo apto a anular o ato impugnado, uma vez que eventuais elementos informativos colhidos na diligência serão objeto do contraditório judicial, caso a persecução avance à fase processual”, disse o PGR.

Tanto Moro quanto Bolsonaro são investigados no inquérito. Diferentemente do que ocorreu no depoimento de Moro, prestado em 2020, o depoimento de Bolsonaro foi realizado sem que os demais envolvidos fossem previamente avisados. Além disso, Bolsonaro prestou depoimento sem a presença de representantes da PGR.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....