PGR envia ao Supremo delação de 1 bilhão

A Procuradoria-Geral da República enviou hoje ao Supremo delações de quatro ex-executivos da Hypermarcas que acertaram o pagamento de 1 bilhão e 95 milhões em dinheiro, informa Bela Megale, no Globo.

O valor supera o montante acordado pelo doleiro Dario Messer em seu acordo fechado com o Ministério Público Federal e homologado pela Justiça Federal no Rio.

A maior parte da multa, de 1 bilhão, caberá a João Alves de Queiroz Filho, o Júnior, fundador e acionista controlador da empresa, rebatizada de Hypera Pharma.

Os 95 milhões restantes serão pagos por outros três ex-diretores.

Para valerem, os acordos ainda precisam ser homologados por Edson Fachin.

 

Leia mais: CHEQUES DE QUEIROZ A MICHELLE BOLSONARO: O PRÓXIMO CAPÍTULO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 10 comentários
TOPO