Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR pede ao STF que ação contra Aécio no caso JBS volte à corte

Deputado, que era senador na época da denúncia, é acusado de ter recebido propina de R$ 2 milhões da empresa em processo que corre na Justiça Federal de SP
PGR pede ao STF que ação contra Aécio no caso JBS volte à corte
Foto: Câmara dos Deputados

A PGR pediu o retorno ao STF de duas ações que dizem respeito a Aécio Neves no caso JBS e que hoje tramitam na Justiça Federal de São Paulo.

O deputado federal do PSDB mineiro virou réu sob a acusação de ter recebido propina de R$ 2 milhões da empresa de Joesley e Wesley Batista.

A denúncia foi oferecida ao Supremo em 2017 pelo então PGR, Rodrigo Janot, e recebida pela Primeira Turma da corte em abril de 2018 —na época, Aécio ainda era senador. O caso foi remetido à primeira instância porque o tucano deixou o Senado e os fatos a que a denúncia se refere ocorreram em um mandato anterior.

Agora, porém, diante de decisão tomada pelo STF em maio a respeito dos chamados “mandatos cruzados” —senadores que viraram deputados, e vice-versa—, a sub-PGR Lindôra Araújo argumentou que o caso de Aécio está tramitando perante um “foro incompetente” e, por isso, deve retornar ao Supremo.

Recentemente, a PGR também pediu ao STF que uma ação envolvendo Gleisi Hoffmann, ex-senadora e hoje deputada federal pelo PT-PR, volte à corte pelo mesmo motivo.

Mais notícias
TOPO