ACESSE

PGR pede soltura de ex-secretário do Rio que teve R$ 8,5 milhões apreendidos em casa

Telegram

A PGR entrou com pedido junto ao presidente do STJ, João Otávio de Noronha, para que Edmar Santos, ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, seja solto, informa o Estadão.

Acusado de desvios em compras e contratações para a emergência da Covid-19 no estado, Santos foi preso na Operação Mercadores do Caos, do Ministério Público fluminense, que também apreendeu R$ 8,5 milhões em dinheiro vivo em um de seus imóveis.

A PGR alegou que os fatos investigados na operação já são apurados pela Procuradoria no inquérito 1338.

Também pediu que os inquéritos e ações penais relacionados à operação do MP-RJ sejam deslocados para o STJ –tribunal que julga governadores, como Wilson Witzel– e que seja declarada a incompetência da Justiça Estadual para conduzir o caso.

O Antagonista republica, para refrescar a memória dos leitores, a imagem dos maços de dinheiro achados no imóvel do ex-secretário de Witzel.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

  • Mauricio -

    Nunca antes na história deste país tivemos uma PGR desta estirpe...

  • Antonio -

    O MORO era quem travava esses caras ,fizeram ele sair para isso mesmo

  • Caio -

    Jamais em tempo algum o Brasil sera um pais que seja referencia em governanca. Triste Brasil

Ler 98 comentários