PGR prorroga força-tarefa do caso Postalis

PGR prorroga força-tarefa do caso Postalis
Foto: Divulgação

Augusto Aras prorrogou até agosto a duração da força-tarefa de Brasília que investiga desvios no Postalis, o fundo de pensão dos Correios.

Coordenador da operação, o procurador Caio Vaez Dias continuará atuando com exclusividade nas investigações. Será auxiliado pelos procuradores Marina Sélos Ferreira, Mirella de Carvalho Aguiar, Leonardo Sampaio de Almeida e João Paulo Beserra da Silva.

O grupo pretende fechar acordos de delação.

“A denominada “Força Tarefa Postalis” afigura-se como um grandioso esforço para responsabilizar gestores e recuperar recursos subtraídos de pessoas cujas economias previdenciárias foram subtraídas […] Não há dúvidas de que a operação em questão tem se mostrado exitosa”, escreveu Aras na decisão.

O pedido de prorrogação foi feito não só pelos procuradores. Em ofício à PGR, Edgard de Aguçar Cordeiro, membro do Conselho Deliberativo do Postalis, fez um apelo.

“Temos ainda dezenas de casos em apuração e o Postalis, sob apoio dos Correios, querem repassar a conta para os participantes pagarem”, escreveu.

 

Leia mais: Confira um resumo das principais matérias da edição passada e entenda por que você não pode ficar de fora das próximas.
Mais notícias
TOPO