Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR se opõe a afastamento e prisão de Salles, acusado de obstruir investigação da PF

Em manifestação ao STF, Humberto Jacques alega que ministro do Meio Ambiente entregou voluntariamente seu celular à polícia, o que ocorreu 19 dias depois de operação ser deflagrada
PGR se opõe a afastamento e prisão de Salles, acusado de obstruir investigação da PF
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em manifestação enviada ao STF, a Procuradoria-Geral da República se disse contra um pedido para afastar do cargo e prender Ricardo Salles por obstrução de Justiça na Operação Akuanduba, da Polícia Federal.

Na semana passada, registra o Estadão, Alexandre de Moraes pediu parecer da PGR sobre a notícia de fato, formalizada por uma advogada, indicando que o ministro do Meio Ambiente teria ocultado seu celular e alterado o número de telefone no curso das investigações.

A manifestação assinada pelo vice-PGR Humberto Jacques de Medeiros dá a questão por encerrada, alegando que Salles já entregou o aparelho às autoridades: “Eventuais ilações acerca de resistência a determinação judicial pelo investigado estão superadas pela entrega voluntária de seu telefone celular”.

Acusado de envolvimento com contrabando de madeira, o que ele nega, o ministro do Meio Ambiente colocou seu celular à disposição da Polícia Federal 19 dias depois de a operação ter sido deflagrada.

Humberto Jacques afirmou ainda que pessoas sem envolvimento no processo não têm legitimidade para pedir medidas de apuração ou cautelares.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO