PGR também investiga incentivo de Bolsonaro à invasão de hospitais

PGR também investiga incentivo de Bolsonaro à invasão de hospitais
Foto: José Cruz/Agência Brasil

O incentivo à invasão de hospitais durante a pandemia para que apoiadores verificassem o nível de ocupação de leitos está entre as nove apurações preliminares que Augusto Aras informou ao Supremo ter aberto sobre Jair Bolsonaro.

 

O conjunto de procedimentos inclui também a responsabilidade de Bolsonaro na crise de oxigênio no Amazonas e violações a medidas preventivas para o enfrentamento da Covid-19, como sair às ruas sem máscara e promover aglomerações.

Segundo a Folha, Aras tem sido pressionado por parlamentares, ministros do Judiciário e colegas do Ministério Público Federal a agir de verdade e não ficar apenas nas preliminares. Tudo depende da vaga de Marco Aurélio Mello, que se aposenta este ano.

Leia mais: Quem são os diretores da agência que darão o veredicto sobre as vacinas a serem aplicadas nos brasileiros
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO