Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR terá que apagar um 'incêndio'

Quarta Câmara de Coordenação e Revisão do MPF acolheu denúncia que pede a reestruturação de sistemas de proteção e prevenção a incêndios florestais
PGR terá que apagar um incêndio
BRASILIA, DF, 25.09.2019 - Augusto Aras, Sabatina - to Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para comandar a PGR (Procuradoria Geral da República), é sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, em Brasília, nesta quarta-feira. A senadora Simone Tebet (MDB-MS) preside a sessão. - (Foto: Renato Costa/FramePhoto/Folhapress)

Augusto Aras terá que apagar um incêndio no MPF. c Quarta Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal acolheu denúncia que pede a reestruturação de sistemas de proteção e prevenção a incêndios florestais na região amazônica e no Pantanal.

A denúncia foi feita pelo Instituto Alana, que apresentou dados da Fiocruz segundo os quais, somente em 2019, houve 2.500 hospitalizações de crianças por mês na região amazônica em decorrência da poluição das queimadas.

“O Alana pede que o Executivo reforce os trabalhos do PrevFogo (Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais), do Sisam (Sistema de Informações Ambientais Integrado a Saúde) e do Vigiar (Programa de Vigilância em Saúde de Populações Expostas à Poluição Atmosférica), que tiveram seus orçamentos reduzidos”, informa a Folha.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO