PGR vai ao STF contra liminar que favorece João Rodrigues

Raquel Dodge apresentou ontem ao STF um recurso contra a liminar que determinou a suspensão da execução da pena de João Rodrigues, registra o G1.

O deputado do PSD catarinense foi condenado em 2009 pelo TRF-4 a cinco anos e três meses de prisão no semiaberto, por fraude e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Pinhalzinho.

Depois de ter recursos rejeitados em instâncias inferiores e no STF, a defesa de Rodrigues pediu habeas corpus ao STJ, alegando prescrição do crime, e suspensão dos efeitos da condenação.

Operação Lava Toga: a chance de limpar o Judiciário. SAIBA MAIS

João Otávio de Noronha, o presidente do STJ, concordou com os argumentos e concedeu o HC em caráter provisório.

Comentários

  • Ryu -

    #operaçãolavatoga

  • Nelson -

    essa justiça brasileira é patética, risível ....sem credibilidade alguma........e nos custa um absurdo.....para que esse custo ? fechem isso e comece tudo outra vez.......

  • JOSÉ -

    Foi o STJ. O que admira é a Câmara, pela sua Comissão de Ética, e antes disso, o Partido, fazer vista grossa. Fechado, semi aberto e aberto, tudo é regime de cumprimento de pena...

Ler 21 comentários