ACESSE

PGR vai ao STF contra liminar que favorece João Rodrigues

Telegram

Raquel Dodge apresentou ontem ao STF um recurso contra a liminar que determinou a suspensão da execução da pena de João Rodrigues, registra o G1.

O deputado do PSD catarinense foi condenado em 2009 pelo TRF-4 a cinco anos e três meses de prisão no semiaberto, por fraude e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Pinhalzinho.

Depois de ter recursos rejeitados em instâncias inferiores e no STF, a defesa de Rodrigues pediu habeas corpus ao STJ, alegando prescrição do crime, e suspensão dos efeitos da condenação.

João Otávio de Noronha, o presidente do STJ, concordou com os argumentos e concedeu o HC em caráter provisório.

Operação Lava Toga: a chance de limpar o Judiciário. SAIBA MAIS

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários