PGR volta a defender arquivamento de denúncia contra Lira no ‘Quadrilhão do PP’

PGR volta a defender arquivamento de denúncia contra Lira no ‘Quadrilhão do PP’
Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

A PGR voltou a defender no STF o arquivamento de uma denúncia por corrupção passiva oferecida pela Operação Lava Jato contra o presidente da Câmara, Arthur Lira, no escândalo do Quadrilhão do PP.

O deputado é acusado de receber cerca de R$ 1,5 milhão, que teria sido pago pela construtora Queiroz Galvão.

O documento, assinado pelo vice-PGR, Humberto Jacques de Medeiros, foi enviado ao ministro do STF Luiz Edson Fachin, relator do caso, na segunda-feira (12).

Medeiros enviou o pedido antes do prazo para manifestação formal da PGR, alegando respeito ao ‘princípio da celeridade processual’.

O procurador afirma que não há provas que justifiquem o recebimento da denúncia. Medeiros apontou ‘dissonância vigorosa’ entre os depoimentos dos doleiros Alberto Youssef e Carlos Alexandre de Souza Rocha, que embasaram as acusações.

Em março, a Segunda Turma do STF rejeitou uma denúncia contra Lira no caso do Quadrilhão do PP.

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO