Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR volta a defender que Jefferson seja colocado em prisão domiciliar

A subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo mencionou o estado de saúde do ex-deputado e disse que ele não representa risco à sociedade
PGR volta a defender que Jefferson seja colocado em prisão domiciliar
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A PGR voltou a defender nesta segunda-feira (20) que o ex-deputado Roberto Jefferson seja colocado em prisão domiciliar. Ele foi preso em 13 agosto por ameaçar o STF e defender um golpe militar.

Em parecer enviado ao STF, a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo diz que o presidente do PTB não representa risco à sociedade. Segundo ela, as ameaças de Jefferson “não ultrapassaram o campo da oratória”.

“Embora os discursos ofensivos devam ser coibidos, o agravante, caso venha a ser submetido a prisão domiciliar, dada a sua fragilidade física e estando sem se comunicar com a mídia, via internet ou por qualquer outro meio de comunicação ou eletrônico, não oferecerá risco à sociedade, até porque suas manifestações nunca ultrapassaram o campo da oratória.”

A PGR cita o estado de saúde do ex-deputado, que está internado no Hospital Samaritano Barra, no Rio de Janeiro, desde o último dia 5 “sem previsão de alta”.

A prisão preventiva de Jefferson foi mantida por Moraes em decisão do último dia 31. Ele alegou que o regime domiciliar não seria capaz de “cessar as condutas criminosas”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO