‘Picador’ de papel da Triplo X é preso

Ademir Auada, que estava foragido desde ontem, se entregou hoje pela manhã à Polícia Federal. Ele desembargou em Guarulhos, vindo de um voo do Panamá e foi levado a Curitiba.

Identificado como procurador da Murray Holdins na Mossack Fonseca, Auada foi grampeado pela PF destruindo documentos provavelmente relacionados à investigação da Lava Jato.