Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Piloto do avião de Marília Mendonça comunicou 2 vezes que iria pousar, diz jornal

O relato foi feito por um outro piloto da região que guiava uma aeronave para o mesmo destino no mesmo horário; ele já prestou depoimento
Piloto do avião de Marília Mendonça comunicou 2 vezes que iria pousar, diz jornal
Reprodução/SuperCanal

Geraldo Martins de Medeiros Júnior, o piloto do avião que levava Marília Mendonça, dois passageiros e o copiloto, se comunicou quatro vezes pela frequência de rádio local durante o voo entre Goiânia e Piedade de Caratinga, na última sexta (5), diz O Globo.

De acordo com um piloto da região que guiava uma aeronave para o mesmo destino no mesmo horário, Geraldo disse duas vezes que iria iniciar o procedimento de pouso, chamado de “perna do vento” no jargão técnico da aviação. A aeronave caiu por volta das 15h30 em uma cachoeira em Caratinga, no interior de Minas Gerais, na região do Vale do Rio Doce. Todos a bordo morreram.

“Ele disse que estava pegando a perna do vento e, cerca de 20 segundos depois, voltou a dizer que estava pegando ‘a perna do vento 02’, o que significa que estava iniciando o procedimento padrão de pouso. Isso não configura uma anormalidade pois os pilotos podem prolongar um pouco o tempo do pouso”, disse o piloto, que prefere não se identificar.

Segundo o jornal, ele já prestou depoimento aos órgãos responsáveis pela investigação do  acidente, incluindo o Seripa (Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). Como a frequência é aberta, as conversas entre os pilotos durante os voos não ficam registradas em qualquer gravação.

Como mostramos, a Cemig, empresa distribuidora de energia de Minas Gerais, confirmou que o avião atingiu um cabo de uma torre de distribuição da companhia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO