Pimentel, o resistente

Fernando Pimentel, de acordo com a reportagem da Época baseada no relatório do Coaf, movimentou 3,1 milhões de reais…

Ele sacou em dinheiro vivo 150 mil reais de um banco em Belo Horizonte. Duas empresas da sua família movimentaram perto de 2,5 milhões de reais.

Suspeita do Coaf, transcrita pela Época: “As comunicações, além de envolverem saques em espécie em alto valor, foram registradas porque Pimentel apresentou resistência na apresentação de informações”.

Finalmente descobriu-se o que quer dizer “resistência” no jargão petista.