ACESSE

MPF: 'Pimentel tinha estrutura paralela de campanha'

Telegram

O ministro Herman Benjamin, do STJ, retirou o sigilo da denúncia do MPF contra o governador Fernando Pimentel por crimes de omissão e falsidade na prestação de contas da campanha eleitoral de 2014.

Na peça apresentada em março, o Ministério Público acusa Pimentel de omitir o repasse de R$ 3,2 milhões de empresas dos grupos JHSF e Gomes de Almeida.

“Ao lado da campanha oficial (tanto de responsabilidade do candidato, quanto do partido) corria uma estrutura paralela de arrecadação de fundos e custeio de despesas”, escreveu o ministro.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 27 comentários