Placar final: 7 a 2 para manter cancelamento de títulos

Dias Toffoli, presidente do STF, também acompanha o relator, Luís Roberto Barroso, e vota contra o pedido do PSB, apoiado por PT e PC do B, para reverter o cancelamento de títulos de eleitores que não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório.

Ficaram vencidos Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello.

Rosa Weber, atual presidente do TSE, declarou-se suspeita e não participou do julgamento. Celso de Mello não compareceu à sessão desta tarde.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 50 comentários
  1. O resultado é esdrúxulo. Há seções em q algumas urnas precisam ser substituídas pelas urnas d lona pq as eletrônicas pifam. Se o eqpto. d biometria pifar, ninguém da seção poderá votar?

  2. Avisaram que teriam titulo vancelados tv noticiou, pq esses caras tem que votar de novo, algo que foi decido la atras, qto tempo e dinheiro !!!! Nao tem decisoes mais importantes. Cancelou, cancelo.

  3. Quem sempre vota contra são sempre os mesmos que mandam soltar bandidos toda hora, mas hora isso vão ter fim, população vao acabar revoltando contra esses Ministros, ai quero ver quem segura.

  4. Tofoli e Fachin preferiram seguir a maioria por saber que seriam votos vencidos, ate pq tem as urnas do capeta como plano A, pra que se preocupar com meio milhao de analfas que nao votarao no Luladad?

  5. O povo, principalmente o eleitor do Bolsonaro 17, deve ficar vigilante. Essa “derrota” dos comunistas não quer dizer que o STF não possa no futuro alterar o resultado das eleições!!!

  6. Creio que o pt se lascou com essa. A maioria dos relapsos estão nos eleitores das hostes petistas. Daí o desespero de levandoWhisky, propondo as, vejam só, urnas de lona como seria no do Voto Impre

    1. No resultado, seria mínimo se fosse um país decente. Mas boa parte desses são títulos de gaveta, ou seja, pessoas inexistentes ou falecidas, título vendido no mercado negro ou já está em posse

  7. Pra mim essa julgamento é puro papo furado, com a pressão por resolverem não usar urnas com voto impresso, agora vem com esse engodo pra disfarçar, duvido até desse número de títulos cancelados

    1. Faz sentido isso. Vão usar a biometria como argumento de que a “modernidade” chegou e assim o voto impresso seria desnecessário….

  8. O objetivo de fazer o recadastramento foi exatamente eliminar os eleitores fantasmas, que têm título eleitoral emitido, mas não existem. Esse artifício foi usado na FRAUDE de 2014. Sifu petralhada

    1. Isso me lembra voto fantasma na república velha oligárquica dos anos 10 do séc XX! Fraude nas urnas, nas contagens, voto de cabresto, voto com títulos de pessoas que já morreram….

  9. Impacto de um milhão de votos não é de se desconsiderar. Creio que isso assegura a vitória do Bolsonaro. Mas a guerra ainda não acabou. Só vão parar depois da proclamação do resultado. 1º ou