ACESSE

Plano contra nepotismo empaca

Telegram

No início do governo Jair Bolsonaro, a Controladoria-Geral da União regulamentou um decreto presidencial de 2017 estabelecendo procedimentos para “estruturação, execução e monitoramento de programas de integridade em órgãos e entidades do governo federal”.

A Crusoé mostra que quase 30 órgãos federais não entregaram ainda seus planos de integridade pública, com diretrizes para a prevenção de corrupção, conflitos de interesse e outras irregularidades.

“Além disso, 50 repartições do governo não apresentaram um plano para identificar situações de nepotismo, incluindo o Ministério das Relações Exteriores e agências como Anatel e Ancine.”

Leia aqui a íntegra da nota.

(Florianópolis - SC, 04/07/2020) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante entrevista para Rede Record Santa Catarina. Fotos: Isac Nóbrega/PR

Leia mais: Moro exclusivo: 'Um teste moral para o país'

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 36 comentários