Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Plano de Girão para CPI envolveria investigação sobre vacinas, Manaus e gestão dos recursos

Plano de Girão para CPI envolveria investigação sobre vacinas, Manaus e gestão dos recursos
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos), que tenta furar o acordo para o comando da CPI da Covid, elaborou o que seria o plano de trabalho do colegiado, caso fosse ele o presidente.

O documento, ao qual O Antagonista teve acesso, fala em “investigação ampla, justa e independente das ações dos governos federal, estadual e municipal, bem como as ações e omissões de entes diretamente e indiretamente envolvidos”.

Girão também diz que o trabalho da CPI seria feito “com seriedade e abordagem técnica” e “com isenção e sem conflito de interesse”, alcançando “ações e eventuais omissões do governo federal, assim como supostos desvios de bilhões de reais de verbas da União enviadas a estados e municípios” na pandemia.

O senador, que rechaça a pecha de “governista” e se diz “independente”, estabelece como meta da CPI “buscar toda a verdade, e não apenas uma faceta dela”.

O plano de trabalho traz a proposta de cinco pontos centrais para as investigações, sugerindo, inclusive, quem seria ouvido em cada uma delas:

  1. Emprego dos recursos federais
  2. Vacinas e outras medidas para contenção do vírus
  3. Colapso da saúde em Manaus
  4. Insumos para tratamento de enfermos
  5. Gestão dos recursos públicos
Clique aqui e leia a íntegra do plano de trabalho do senador Eduardo Girão (Podemos) para a CPI da Covid, que será instalada na próxima terça-feira (27) no Senado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO