Plenário do STF julgará suspeição de Moro no dia 22

Plenário do STF julgará suspeição de Moro no dia 22
Foto: STF

O julgamento de hoje no STF, no qual a maioria confirmou a anulação das condenações de Lula, ainda não terminou. Ele será retomado na próxima quinta-feira (22), quando os ministros deverão discutir se perderá objeto a suspeição de Sergio Moro no processo do triplex.

Em março, na mesma liminar em que anulou as condenações, Edson Fachin considerou que a discussão sobre a parcialidade ou imparcialidade do ex-juiz ficou prejudicada, uma vez que, para o ministro, o processo nunca deveria ter tramitado na 13ª Vara Federal de Curitiba.

Apesar de Fachin ter declarado a perda de objeto, a Segunda Turma do STF atropelou a decisão, deu sequência ao julgamento e apontou, por 3 votos a 2, a suspeição de Moro.

Como a PGR recorreu da decisão que anulou as condenações, essa discussão também subiu para o plenário.

Como já mostrou O Antagonista, a suspeição tem efeitos mais danosos, pois anula não só as condenações, mas também toda a investigação — as provas são perdidas e fica quase impossível recuperá-las.

Na semana que vem, antes de discutir a perda de objeto da suspeição de Sergio Moro, os ministros ainda vão discutir se as ações de Lula (triplex, sítio e duas ligadas ao Instituto Lula) seguem para Brasília (como quer Fachin) ou para São Paulo (como propôs a PGR e defendeu Alexandre de Moraes).

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO