Plínio Valério: "É claro que há muitas coisas erradas, crimes mesmo"

Plínio Valério: “É claro que há muitas coisas erradas, crimes mesmo”
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Como dissemos, a CPI da Covid, protocolada ontem, será a primeira prova de fogo de Rodrigo Pacheco.

Com as assinaturas necessárias e fatos determinados bem definidos, cabe ao novo presidente do Senado fazer a leitura de criação da CPI em plenário — o que não se sabe se ocorrerá; ele disse que vai “avaliar os requisitos”.

O senador Plínio Valério (PSDB), do Amazonas, um dos 30 signatários do pedido, disse a O Antagonista que não acredita ser “o momento adequado” para “apontar e punir culpados”.

“O momento agora é de solucionar, de chegar à praia e vencer o temporal. Mas o motivo da CPI é muito forte. Então, estou sendo solidário com os colegas que acham que é, sim, o momento de investigar. É claro que há muitas coisas erradas, crimes mesmo, principalmente aqui no Amazonas.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO