Podemos protocola ação no STF contra tarifa do cheque especial

Telegram

O Podemos acionou o STF contra resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que passou a admitir a cobrança da tarifa pela oferta do cheque especial por bancos mesmo que o serviço não seja utilizado.

A ação foi distribuída a Gilmar Mendes.

A medida entrou em vigor na segunda-feira (06/01) para novos contratos, e passa a valer a partir de 1º de junho para quem já dispõe desse serviço bancário. Assim, quem tiver limite de cheque especial acima de R$ 500 vai pagar 0,25% sobre o valor excedente – mesmo que não o use.

Duas investigações em andamento podem tirar Renan Calheiros da zona de conforto. CONFIRA

No fim de semana, Jair Bolsonaro criticou o Podemos por planejar entrar com a ação. Para o presidente, a tarifa “faz parte de uma medida para reduzir os juros  do cheque especial que passam a ficar limitados em 8% ao mês”.

 

Comentários

  • claudio -

    Só no brasil de paulo goebbles se cobra juros sobre o que não se empresta. é agiotagem pura. bem coisa de banqueiro.

  • claudio -

    acerta uma erra outra. Feio, hein bolso. Paulo Goebbles te enganou, de novo. Acorda Bozo!

  • Libertários -

    é de graça. não paga nada. não tem limites. pode fazer a qualquer hora. uai, por que não entrar com ação no STF contra tudo feito pelo Presidente da República... o sistema atual é uma piada.

Ler 18 comentários