“Podemos ser otimistas”

Bernardinho tem quase 8% dos votos para o governo do Rio de Janeiro, segundo o Instituto Paraná.

João Amoêdo, fundador do Partido Novo, que quer candidatá-lo, escreveu na Folha de S. Paulo:

“Vivemos hoje em uma sociedade onde políticos poderosos estão na cadeia e milionários presos. Isto não quer dizer que todos foram devidamente penalizados, mas é uma realidade inimaginável há alguns anos.

O maior ídolo do país não é mais um artista, esportista ou governante, mas sim um juiz de primeira instância.

Há uma crescente percepção de que a participação e o engajamento político é indelegável e fundamental para a prosperidade da nação.

Assuntos como a privatização de empresas ícones, como a Petrobras, podem ser discutidos e defendidos. A antiga desculpa de que são setores estratégicos e portanto deveriam pertencer ao Estado não é mais aceita facilmente. Ficou evidente que, controladas pelo Governo, são utilizadas para projetos políticos, resultando em uma gestão ineficiente e corrupta, sem qualquer benefício para o cidadão.

A população começa a entender que o Estado, pela forma como atua, é o nosso maior inimigo. Ele consome nossa poupança, nos impõe uma alta carga de impostos e devolve muito pouco em troca. Fica claro que o inchaço da máquina pública visa prioritariamente atender os interesses da classe política e dos burocratas do governo e não do cidadão (…).

Enfim, estamos ainda em período difícil e de transição, não poderia ser diferente com o péssimo legado deixado pela administração petista, mas podemos ser otimistas. Sairemos desse processo mais preparados e conscientes para fazermos as escolhas corretas em 2018, colocando o Brasil no rumo do desenvolvimento sustentável”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 49 comentários
  1. Fico preocupado por Bernardinho. Se em uma partida de vôlei, ele comia o crachá, quebrava os óculos, jogava os fones de ouvido no chão e destruía garrafas de água mineral, o que não fará ao ver inocentes serem assassinados no estado que governa? Te cuida Bernardinho.

  2. Falta ousadia para o NOVO, Bernardinho é conhecido no país inteiro, e dependendo de seus projetos enfrentaria de igual para igual qualquer outro candidato a presidente. Mas me vêm a curiosidade de como Bernardinho comporia seus ministérios já que por se tratar de um ex técnico esportivo, deve privilegiar o fator técnico ao invés de indicações políticas, o que seria excelente. E duvido que um esportista e vencedor como Bernardinho seja favorável à liberação das drogas, do aborto e da falta de disciplina.

  3. O Novo parece que será em 2018 uma resposta da sociedade para os insiders. Muita se fala no perigo dos outsiders, mas, como esperar que a cura para a doença seja administrada pelo próprio parasita que a está causando? O Novo foi pensado e concebido por outsiders. Não há politicos em seu meio. Para ser candidato pelo partido existe processo seletivo!!! Jamais imaginei ver isso. Parabéns Novo! Ja conquistaram meu voto.

  4. Não vai ser fácil mudar esse cenário. O povo é o grande culpado,vota mal,não fiscaliza,e o que vemos é a bandidagem no poder. Com bandidos fazendo as leis estamos é ferrados!

  5. Maira Trindade 3 minutos atrás Grande nome, mas será que vai ter estômago para conviver com as gordas e poderosas ratazanas da assembléia! . . . Como disse um tal de Capitão Nascimento: “O sistema é foda!”

  6. Sim, só boas intenções não bastam. Mas os nomes novos precisam se apresentar pra gente ir separando quem tem condições de substituir os velhos políticos, e quem não tem.

  7. Como Janot tratou de criminalizar a classe política, muitas celebridades de fora da política acham que podem gerir um estado ou mesmo um município sem o engajamento e o apoio político! Ledo engano. Collor tentou e deu no que deu! O Brasil, apesar dos avanços mencionados na matéria, ainda é o Brasil e assim permanecerá por long time! Não se engane com salvadores da pátria; eles não existem!

  8. Para Ricardo: eu entendi que o Amoedo quis dizer “sustentável” do ponto de vista econômico, não ecológico. Crescimento sustentável é aquele crescimento que vem da melhoria em infraestrutura, qualificação de mão-de-obra, ambiente de negócios favorável, carga tributária compatível, etc. Ou seja, um crescimento que se retroalimenta e se sustenta ao longo do tempo, ao contrário dos voos de galinha aos quais estamos infelizmente acostumados.

  9. Belo discurso. Disse quase tudo que precisa ser dito. Agora temos que ver se o Bernardinho tem traquejo para a política. Competente ele é, bem intencionado parece ser. Mas será que sabe se comunicar? Ou é um tresloucado como Ciro Gomes?

  10. “A população começa a entender que o Estado, pela forma como atua, é o nosso maior inimigo. Ele consome nossa poupança, nos impõe uma alta carga de impostos e devolve muito pouco em troca.” João Amoedo um dos fundadores do NOVO.

  11. João Amoêdo foi cirúrgico, preciso na análise. O Partido Novo tem toda a minha simpatia e aprovação, porque seu conteúdo programático e ideias se coadunam perfeitamente como penso. No entanto nas circunstâncias políticas que o país vive e dada a conjuntura que se vislumbra para 2018, sou Bolsonaro para presidente e estou trabalhando no convencimento de tantos quantos for possível, para obter este intento. Para os demais cargos Partido Novo com certeza.

  12. Muito melhor colocar um cara que não é politico, mas um vencedor na área dele para Governador, do que alguém do clã Bolsonaro, que são políticos profissionais que estão entrando cada vez mais na vida pública do Rio de Janeiro. Sem que o cidadão perceba! Eu não voto nesse estado, mas 8% é um índice bacana para crescer e tirar o poder dessas famílias do Rio.

  13. [O maior ídolo do país não é mais um artista, esportista ou governante, mas sim um juiz de primeira instância.] é, mas tem jornaleco que acha que “os juízes tomaram o poder” no Bananistão. Antes fosse.

  14. “A população começa a entender que o Estado, pela forma como atua, é o nosso maior inimigo” É isso ai! Por um estado menor e mais eficiente com foco nas maiores necessidades o povo que são Saúde, Educação e Segurança. O resto só serve pra gerar mais corrupção #NOVO30

  15. NOVO com velhos hábitos, ha quem so tem interesse, e esta de olho em reverter a decisão de como reverter a divisão royalties da ptrobras! Para manter a grobo, o carnaval o esquenta, pois todo brasileiro gosta de samba e carnaval, segundo uma artista q sumiuuuu… é o k.ra.l.ho! Chega de dar desculpas de investimentos em cultura em financiar bandidos! Ou fachadas! Neusinha brisolá e a emissora afundaram esse estado e tem gente q ainda acredita! Kkk isso é amadurecimento? Estão tentando emplacar qq um q tenha passado por esta emissora q é conivente com o afundamento deste pais! Basta d PT, grobo

  16. #VaiDaraBundaAndréCumplido Cara, deixa de ser hater! Apresente então uma solução melhor do que a que está aí? Em time que esta pedendo, se não mexer, vai continuar perdendo. Se não podemos confiar nestes políticos tradicionais, ou nos analfabetos que tentam se eleger, que tentemos pessoas não envolvidas com política, que inclusive tem muito a perder caso se desvirtue na máquina pública.

  17. Só acho que o Novo podia inovar pensando mais alto. Pôh, o Bernardinho tem potencial pra presidente da República. Com um amontoado de possíveis candidatos já passados, ano que vem ele ganharia de lavada

  18. Falou aquele q sim e inumeras vezes campeão, em atividades esportistas, e q praticou nepotismo, mas com discurso bem semelhante a outros politicos q conhecemos, infelizmente muiiito bem. Chega de palavras, só palavras sem bons exemplos, discursos apaixonados sem conteúdo pratico e com resultados favoraveis a sociedade! Isso eu chamo de oportunismo! Tbm temos experiência nisto! So espero q se aplique as urnas em 2018!

  19. Não sou do Rio, mas pensaria seriamente em votar em Bernardinho. Já li comentários aqui que não adianta essa gente querer se candidatar. Como Assim? Precisamos de pessoas assim mesmo, até então de moral ilibada, sem precedentes políticos que os desabonem, inteligentes e determinados a ajudar nessa mudança ao nosso País. Quanto ao partido, é necessário investigar quem são seus integrantes, se não estão envolvidos na Lava Jato e se não querem simplesmente usar o Bernardinho como trampolim de suas futuras falcatruas. Tomara que ele seja eleito.