ACESSE

Polícia do Ceará apura morte de eleitor de Bolsonaro após agressão

Telegram

A polícia do Ceará apura as circunstâncias da morte do comerciante Valdenir Mendes Cirino, eleitor de Jair Bolsonaro agredido, segundo sua família, por militantes do PT.

No dia 11, Valdenir chegou em casa com hematomas pelo corpo e contou que fora agredido por recusar material de um grupo que panfletava para Fernando Haddad. Morreu nove dias depois.

Leia em Crusoé:

No Ceará, outra morte em briga por causa das eleições é investigada

Bolsonaro x Haddad: o que a grande imprensa não conta para você está AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 132 comentários