Polícia de Juiz de Fora ainda procura dois suspeitos do tiroteio

A Polícia Civil em Juiz de Fora ainda procura identificar dois suspeitos de participação no tiroteio de sexta-passada, envolvendo a suposta troca de milhões de dólares por reais.

A imagem abaixo foi obtida numa das câmeras de segurança do local.

Livre-se das fake news. Assuma você mesmo o controle do que realmente interessa saber. Saiba mais AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 30 comentários
  1. Permitir q policiais sejam tercerizados em bicos e o controle das cadeias pelo crime,saem muito mais barato p o estado.O salário deles,p não incidencia de aumento,é fracionado,c se fossem beneficio

    1. O Brasil está sendo totalmente controlado pelo crime organizado, e a coisa começa lá em Brasília, ou seja, estamos sendo governados por BANDIDOS …

  2. Quem é que está por trás dessa “Empresa Brasileira”?! Quem é o verdadeiro DONO?! Quem é o”ALL” da “AJC”?! O islamo-esquerdismo está conquistando o Ocidente pelo “Futebol”!…

  3. Basta visitar o site da AJC Group de SP, para confirmar que se trata de amontoado de empresas de fachada de diversos segmentos. Redação dos textos do site é ridícula. Tem jeito de lavagem de dinhe

    1. AJC Group de SP contratou empresa de segurança de Niteroi (periferia) para fazer a escolta dos US$, sendo a equipe formada por policiais civis e pelo dono da empresa de segurança. MARACUTAIA;

  4. Caixa dois do PT? Pagamento da defesa do esfaqueador Adélio? Lavagem de dinheiro do PCC? Cadê a Polícia Federal? Ah, tá investigando declarações idiotas dos Bolsonaros. Esse país é uma piada.

  5. O pau de virar tripa e o bolo fofo, diante da atual tecnologia, com certeza já foram identificados, porém, depois da federalização da investigação, caberá a Jungleman o desfecho.

  6. Essa história está a cada dia mais… petista! Tudo acontece em MG: virada nas eleições presidenciais nos últimos 40 minutos, atentado a Bolsonaro, milhões em dinheiro vivo… já perdi a conta.