Policiais permanecerão em Alcaçuz até a construção de muro

O governo do Rio Grande do Norte pretende manter policiais dos batalhões especiais da PM no presídio de Alcaçuz até o fim da construção de um muro de concreto no meio do pátio. O muro dividirá os detentos das facções rivais PCC e Sindicato do RN, em uma tentativa de evitar novos confrontos.

Os detentos, que circulavam pelo pátio da prisão durante todo o dia, recolheram-se para dentro dos pavilhões no final da tarde, após a entrada dos batalhões especiais da PM na penitenciária. Homens dos batalhões de Operações Especiais (Bope), de Choque (BPChoque) e do Grupo de Operações Especiais (GOE) entraram em Alcaçuz com apoio de um caminhão blindado.

200