Politicamente bovinos

A unidade de pesquisas da revista The Economist elabora um índice de democracia. Em 2015, o Brasil caiu sete posições em relação ao ano anterior. O Estadão, em editorial, resumiu a nossa lamentável situação:

“Entre os cinco aspectos considerados na pesquisa – processo eleitoral e pluralismo, liberdades civis, funcionamento do governo, participação política e cultura política –, o Brasil foi mal justamente nos quesitos que dizem respeito ao grau de envolvimento dos cidadãos com a política. A nota de ‘cultura política’, por exemplo, foi de apenas 3,75, enquanto a de ‘participação política’ foi de 5,56. A melhor nota foi atribuída a ‘processo eleitoral e pluralismo’, que chegou a 9,58 – mas, como lembra o estudo, democracia é muito mais do que isso.

Uma verdadeira democracia é aquela em que os cidadãos se sentem estimulados a tomar parte do debate público. ‘Uma cultura de passividade e apatia não é consistente com a democracia’, lembra, com razão, o estudo. Então, diante da crise moral que neste momento erode as esperanças nacionais e que compromete o futuro do País, resta esperar que os brasileiros não continuem a aceitar passivamente que o poder seja exercido por ladravazes e ineptos que corrompem a democracia, tão duramente conquistada.”

Os brasileiros são politicamente bovinos.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200