ACESSE

Políticos do PSL pedem impeachment de governador de Mato Grosso do Sul

Telegram

Integrantes do PSL pediram hoje o impeachment do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). O motivo é o indiciamento do político pela Polícia Federal, por corrupção e lavagem de dinheiro, na Lava Jato.

Azambuja é acusado de receber propina da JBS em troca de favorecer a empresa no estado.

De acordo com a delação dos irmãos Batista, donos do frigorífico, o governador concedeu isenção de ICMS à empresa, em troca de 20% do que a empresa economizasse com o não pagamento do imposto.

Segundo os signatários do pedido de impeachment, o indiciamento pela PF torna Azambuja “indigno para exercer o cargo de governador”.

A peça é assinada pelo deputado federal Loester Trutis (PSL-MS), pelo vereador Vinícius Siqueira (PSL) e pelo advogado Danny Fabrício Cabral Gomes, ex-vice-presidente do PSL em Mato Grosso do Sul.

No pedido, eles dizem que, quando foi eleito, Azambuja tinha patrimônio de R$ 37,8 milhões, valor “muito próximo” aos R$ 38,4 milhões que os executivos da JBS disseram ter pago ao governador.

“Os fatos que assolam a nação e o Estado de Mato Grosso do Sul narrados na delação premiada dos acionistas do JBS atentam flagrantemente contra a probidade na administração”, disse o pedido de impeachment.

O pedido de afastamento lembrou ainda que em 2017 a CPI da JBS concluiu que os benefícios fiscais concedidos pelo governo à empresa causaram prejuízos de R$ 99 milhões ao erário local.

Leia um trecho do pedido de impeachment:

Leia mais: O combate à corrupção parece estar sob ameaça mais uma vez no Brasil. Clique aqui para ler na íntegra

Comentários

  • ELIZABETH -

    Então se esse for indiciado já aproveita e faz a limpeza total dos deputados, senadores , presidente filhos do presidente e assim segue.

  • Massaaki -

    Benefícios fiscais e ICMS...Ué...não houve uma operação estadual de combate à sonegação e lavagem em outra Unidade da Federação hoje mesmo?

  • REALISTA -

    Excelente, mas e quando indiciarem o Flavio, que ja é investigado por ORCRIM e lavagem de dinheiro os mesmos deputados pregadores da moral de cue.cas pedirao o afastamento do filho do presidente ?

Ler 5 comentários