Políticos são os que mais pedem direito ao esquecimento, diz Abraji

A advogada da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, Taís Borja Gasparian, afirmou que os políticos são os que mais pedem o chamado “direito ao esquecimento”, pelo qual alguém exige indenização de veículos de comunicação que relembram fatos embaraçosos do passado.

No julgamento sobre o tema no Supremo, ela disse que, na maioria dos casos, os políticos pedem que conteúdos sejam removidos da internet, sobretudo em anos eleitorais.

Segundo levantamento da Abraji, em 2016, foram apresentados 921 processos com pedidos do tipo, sendo que mais de 70% foram apresentados por políticos. Em 2017, foram 460 e em 2018, 1.200 processos, todos feitos por políticos.

“Caso o direito ao esquecimento venha a ser acolhido no país, a decisão certamente beneficiará essas pessoas que tentam esconder informação da população”, disse Gasparian.

Leia aqui o artigo de Mario Sabino sobre o tema.

 

 

 

 

 

Na sessão de hoje, os ministros analisam se alguém tem direito de exigir indenização de um veículo de comunicação que exibe fatos do passado constrangedores.

 Leia aqui o artigo de Mario Sabino sobre o tema.

Leia mais: Em pouco mais de um mês no STF, o ministro Kassio Marques se alinha à ala anti-Lava Jato.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO