Por apoio da esquerda, relator faz concessões na reforma tributária

Por apoio da esquerda, relator faz concessões na reforma tributária
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O relator da reforma tributária, Aguinaldo Ribeiro, está fazendo concessões em seu parecer para atender partidos de centro-esquerda e esquerda, em uma tentativa de conseguir apoio da oposição ao grupo de Rodrigo Maia para a presidência da Câmara.

O Antagonista confirmou a informação noticiada pelo Valor de que a tributação de dividendos, o aumento progressivo na tributação de herança e a cobrança de IPVA sobre iates e jatinhos foram prometidas por Ribeiro às lideranças de esquerda.

O relatório da reforma tributária deve ser apresentado por Aguinaldo Ribeiro na próxima semana a líderes partidários. Maia quer votar a proposta na Câmara ainda este ano, mas enfrenta resistência da parte do Centrão aliada ao Planalto.

As negociações se intensificaram esta semana. Na terça (24), pré-candidatos à presidência se reuniram com Maia na residência oficial da Câmara. No encontro, foi decidido que o grupo vai escolher o seu candidato em duas semanas.

Estavam presentes na reunião Aguinaldo Ribeiro, Marcelo Ramos, Luciano Bivar, Marcos Pereira e Baleia Rossi.

Ribeiro sofre pressão interna no partido, porque Ciro Nogueira já definiu Arthur Lira como o nome do PP. A candidatura do deputado aliado de Maia, porém, não depende do partido, apesar do mal-estar que uma eventual disputa pode causar ao Progressistas.

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. ENTREVISTA: Wilson Lima diz que Pazuello ajuda a 'agilizar demandas', mas que 'ainda falta oxigênio'

  3. O Pazuello da Economia

  4. Governo já pagou 1 bilhão por IFA de vacinas da AstraZeneca

  5. Sobra leite condensado, falta transparência do governo

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários
TOPO