Por divergências, assinatura do “pacto” entre Poderes é adiada

O Palácio do Planalto decidiu adiar a cerimônia do tal “Pacto pelo Brasil”, com a assinatura dos chefes dos três Poderes.

Segundo o Estadão, o principal motivo do impasse é o formato do documento, que para Rodrigo Maia está “muito carimbado como pauta do governo”.

“Nós não podemos transformar o texto em um documento de política partidária, ideológica”, disse o presidente da Câmara ao jornal.

“A proposta veio numa linha muito política, muito carimbada como pauta do governo. Então, tendo em vista que são as instituições que estão assinando, é preciso avaliar se não é mais conveniente um formato de pacto como os anteriores, com alguns princípios fundamentais da relação entre os Poderes.”

Comentários

  • Marcus -

    o sabotador mor, que sonha em um dia ser presidente, não quer que nada DÊ CERTO NO gOVERNO, para que a sua reeleição seja possivel. O Paulinho vazou a informação trabalhada no centrão comandad

  • Roberto -

    Complementando meu texto...diferente do pacto mensalão do PT, este é um pacto para a aprovação das reformas da pauta do Povo. Terá como objetivo diminuir a carga de interesses políticos dos 3 po

  • Roberto -

    Cheio de petistas revoltados nos comentários. Cabe lembrar que o pacto do PT foi o mensalão. Depois, quando caiu a casa, fizeram pacto com a JBS, empreiteiras, Petrobras e tantas outras.

Ler 92 comentários