ACESSE

Por enquanto, Bolsonaro decide manter Ricardo Salles como ministro, diz jornal

Telegram

O Estadão diz que embora a situação de Ricardo Salles, indicado como futuro ministro do Meio Ambiente, seja considerada delicada, até o meio da tarde desta quinta-feira a decisão de Jair Bolsonaro era de mantê-lo no cargo.

Salles foi condenado ontem em ação por improbidade administrativa e teve os direitos políticos suspensos por três anos.

“O entendimento principal de Bolsonaro, de acordo com alguns de seus interlocutores, é de que a condenação de Ricardo Salles é fruto de uma disputa política e representa uma ação contra as próprias posições do novo governo na área do meio ambiente. Daí a resistência de Bolsonaro em tomar atitudes contra seu até agora futuro titular do Meio Ambiente. Ricardo Salles está em Brasília, trabalhando normalmente na transição.

A posição de Bolsonaro, no entanto, está sendo questionada por alguns de seus assessores. Esta ala avalia que manter Ricardo Salles enfraquece o discurso do presidente eleito de que indicados com condenação ou problemas com a Justiça, não permaneceriam em seu governo. Explicam ainda que mantê-lo, passa sinais trocados à opinião pública e pode deixar em situação delicada até mesmo o futuro ministro da Justiça, Sergio Moro.”

Este homem está definindo o futuro do país — e o seu. Você sabe o que ele pensa? Descubra AGORA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 114 comentários