Por falta de oxigênio nos hospitais, Arthur Virgílio compara governador a Hitler

Por falta de oxigênio nos hospitais, Arthur Virgílio compara governador a Hitler
Reprodução/arthurvirgilionetoam/Instagram

O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio acusou o governador Wilson Lima de praticar “assassinato à la Hitler.”

Virgílio se referia ao fato de que falta oxigênio nos hospitais.

“O senhor foi o pior governador que este estado já teve. E o senhor está praticando assassinato. E o pior: assassinato à la Hitler. Assassinato tipo câmara de gás. Assassinato por asfixia”, disse o ex-prefeito, em vídeo publicado nesta quinta (14) no Instagram.

“28 pessoas mortas por falta de oxigênio só no [Hospital] 28 de Agosto. Eu não estou vendo que falte oxigênio em nenhum outro lugar. Mas está faltando em Manaus. Está faltando no Amazonas”.

“Eu queria dizer diretamente ao governador do estado que o nome disso é assassinato”.

Virgílio pediu à Assembleia Legislativa que aprove o impeachment do governador.

Em entrevista a O Antagonista, Wilson Lima disse ter sido surpreendido, ontem à noite, com o esgotamento do fornecimento de oxigênio aos hospitais do estado.

Leia mais: Crusoé também fiscaliza o outro lado do balcão do Judiciário: os advogados.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO