Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Por ora, humor de Maia sobre impeachment de Bolsonaro não muda, dizem aliados

Aliados de Rodrigo Maia não acreditam que os fatos dos últimos dias — prisão de Fabrício Queiroz e avanço do inquérito que investiga atos antidemocráticos — tenham força para mudar o humor do presidente da Câmara sobre as dezenas de pedidos de impeachment de Jair Bolsonaro que se acumulam em sua gaveta.

Por diversas vezes, Maia já disse não apoiar a abertura de um processo de impeachment neste momento, sobretudo com a pandemia da Covid-19 em curso.

“Ele está a quase seis meses de concluir o processo dele à frente da Câmara, tem uma sucessão pela frente para tocar. De modo, que penso que ele será extremamente cauteloso. O Rodrigo não vai querer ter o ônus de parecer que está fazendo vingança com uma pessoa que claramente não é sua aliada”, disse um ex-líder de partido na Casa.

Outra liderança afirmou:

“Ele tem consciência de que, neste momento, impeachment não é bom para o Brasil. Ele vai fazer tudo o que for possível para apaziguar a relação entre os Poderes. Paz é a solução.”

Uma terceira fonte da Câmara ouvida por O Antagonista disse que “Maia se manterá esperando o desenrolar das investigações”.

“No meio de uma pandemia, não dá pra criar uma crise política”, acrescentou um correligionário do presidente da Câmara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO