Por pressão do governo, Senado adia projeto que quebra patente de vacinas

Por pressão do governo, Senado adia projeto que quebra patente de vacinas
Foto: Diana Polekhina/Unsplash

O Senado decidiu adiar a análise do projeto que sugere a quebra temporária de patentes das vacinas contra a Covid, registra O Globo.

A iniciativa pela suspensão da votação, que ocorreria nesta quarta (7), partiu dos líderes do governo no Congresso, Eduardo Gomes, e no Senado, Fernando Bezerra. Eles pediram mais tempo para a discussão do assunto.

“Eu acho que é prudente que a gente possa aprofundar esse debate antes de uma deliberação. Por quê? Porque, muitas vezes, a depender da forma como a gente se manifesta, isso pode criar empecilhos no acesso a vacinas, que é tão caro neste momento para o Brasil”, disse Bezerra.

Kátia Abreu, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Casa, defendeu que a votação fosse mantida e criticou o governo. “Eu sou uma liberal; agora, não sou uma liberal estúpida. Eu estou vendo o país chegar aos cacos”.

Após os apelos dos líderes do governo, Rodrigo Pacheco retirou o projeto da pauta e disse que ele será discutido amanhã na reunião de líderes, com possibilidade de ser adiado para a próxima semana.

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO