Por ser menos seguro, modelo de barragem de Brumadinho já foi banido no Chile

A barragem da Vale em Brumadinho usava uma tecnologia de construção comum em projetos de mineração pelo mundo, mas, por ser uma opção menos segura, já foi banida por países como o Chile, registra O Globo.

“O método, chamado de alteamento a montante, é o mesmo da barragem da Samarco em Mariana, que rompeu em 2015. Ele permite que o dique inicial seja ampliado para cima quando a barragem fica cheia de rejeitos de minério, usando o próprio material descartado – uma lama formada por ferro, sílica e água – como fundação. Segundo especialistas, ele é comumente usado por ser mais barato e ocupar menos espaço, mas tem mais riscos de romper devido a inexistência de uma base sólida. Eles defendem que esse modelo não seja mais usado em futuros projetos, no Brasil.”

Willy Lacerda, professor de engenharia geotécnica da Coppe/UFRJ, disse ao jornal que, “em 1974, um terremoto destruiu todas as barragens de rejeitos das minas de cobre, no Chile. Desde então eles [os chilenos] substituíram esse modelo pelo convencional, mais seguro.”

Conheça Por Dentro O Estrago Que A Esquerda Fez na Venezuela. Poderia Ser No Brasil. MAIS AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 46 comentários
  1. E por que isso já não foi levantado e disseminado há 3 anos, quando do rompimento da barragem da Samarco, em Mariana??? A mídia trata o caso atual com maior empenho e dedicação? Ou é impressão

  2. Falem q vou recuperando bibliografias… Principal diferencial mod. Chile ñ talude, sim desmonte. O Proj. Recicla Industria prevê tratamento solido e liquido,+++Chile vai querer usar, coitado!

    1. Esse tipo de barragem é projetada para um volume definido (final), não devendo exceder seu limite, qualquer alteamento pode provocar instabilidade e colapso de sua estrutura.

  3. Vi entrevista hj c/ moça q perdeu o pai: ele transportava sacos de areia para a Vale; p construir barreiras devido FISSURAS OBSERVADAS nesses tanques! Isso é o fim do mundo,CADEIA p/MUITA GENTE ali!

    1. Pois é, a população em vez de reclamar e exigir do governo uma solução, não, continua ajudando a canalhice. Depois vem a destruição de todos, aí ficam dizendo: coitadinhos. Temos que agir!

  4. Certamente no Chile tem barragens como a de Brumadinho. Se Córrego de Feijão fosse implantada hoje, certamente usaria tecnologia mais moderna para seu dep de rej. Infelte a roda do tempo não anda p

  5. Tá bom. A mídia tradicional cuida disso. Aqui é Mais cadeia para Lula , petralhas e politico corrupto. E apuração de Rachid (vai ser tolerado?), ligações com milícias, Governo sério …

  6. Sem falar que estas barragens são antigas, e nunca estiveram tão cheias como estão agora. Uma engenharia que em 1974 era boa, para um certo nível de rejeitos, não será necessariamente boa para s

  7. É sempre assim! Depois da cagada feita tentam remediar os problemas e sempre comparando aqui com lá fora. Tem q acabar com este lidar/consertar as consequências e sim saber as causas e previnir!

    1. Parabéns, Evandro! Vivi para ver um comentário tecnicamente correto, de alguém que efetivamente entende algo sobre o que fala, ponderado e sem erros gramaticais aqui nesse site.

    2. E vc achq q o q houve em Mariana e Brumadinho foi oq??? Fui la em Mariana e gente de la fala do estrondo, após ” bomba”. Houve terremoto em MG semanas antes de Brumadinho!!!!!!!!!!!!!

    3. Quer dizer que aqui não pode acontecer um terremoto? o Brasil é invulnerável a terremoto? A natureza é imprevisível.