ACESSE

Pornográfico é o gasto com cartão corporativo

Telegram

Jair Bolsonaro usa o Twitter para manifestar toda sua indignação com a libidinagem alheia, mas não fala nada dos gastos secretos com cartão corporativo e evita ao máximo falar em reforma da Previdência.

A estratégia de causar nas redes sociais para desviar o foco e pautar a imprensa é manjada e segue a cartilha dos gurus digitais de Donald Trump.

Ela se baseia em técnicas antigas que recobraram importância nas redes sociais, onde a comunicação é direta: o enquadramento preventivo (ser o primeiro a enquadrar uma ideia), a distração (desviar a atenção dos assuntos reais), mudar de assunto (atacar o mensageiro, normalmente a imprensa) e o balão de ensaio (testar a reação pública).

Assim como Donald Trump, Bolsonaro também quer mudar a embaixada do país para Jerusalém. Acompanhe aqui!

Comentários

  • Fernando -

    Agora eu não entendi nada...Quem são vocês ?

  • Francisco -

    a culpa é do sofá. tirem o sofá da sala. O Presidente testando seu novo intestino fez uma cagada homérica, e a culpa é da imprensa. Tal qual marido traido, tirem o sofá da sala.

  • Claudio -

    O antagonista está patético.

Ler 473 comentários