As portarias oficiais são uma farra

Em seu longo depoimento, Lúcio Funaro também revela que, para facilitar sua entrada na residência oficial de Eduardo Cunha, usava o nome do deputado Lúcio Viera Lima, irmão de Geddel.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 3 comentários
  1. Mais uma comprovação de que bandidos escondem delitos, para que no futuro, não venha a vira prova, a policia e o MP, que se vire para produzirem provas. É esse o motivo dos que são contra as delações. Assim como os apaniguados do cachaceiro, alegam que não tem provas, como se o bandido fosse assinar autorizações para Suassuna falar em seu nome.

  2. E o Bumlai, que tinha uma foto na portaria do Palácio do Planalto, com uma autorização do lula, que permitia seu ingresso sem consulta, em qualquer dia e hora.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.