Pós-Itália no BNDES

O relatório da PF que acusa Fernando Pimentel de ter recebido propina da Odebrecht acusa também Guido Mantega.

Em 25 de agosto de 2014, segundo o documento obtido pelo Correio Braziliense, o Pós-Itália reuniu-se secretamente com Marcelo Odebrecht a fim de negociar dinheiro do BNDES para a ferrovia Sarmiento, na Argentina.

Só para lembrar: em 2014, a Odebrecht pagou 100 milhões de reais em propinas para Guido Mantega, arrecadador clandestino de Dilma Rousseff.

Faça o primeiro comentário