ACESSE

Positivo vence licitação para fornecer urnas das eleições de 2022

Telegram

O Tribunal Superior Eleitoral anunciou hoje que a empresa Positivo Tecnologia venceu a licitação para fornecer as urnas eletrônicas das eleições de 2022. A empresa apresentou o melhor desempenho na etapa técnica da disputa, desbancando a Smartmatic, fornecedora da última versão das urnas.

De acordo com o TSE, o orçamento para a compra dos equipamentos será de R$ 799,9 milhões, repassados à Positivo entre este ano e o fim de 2021.

A corte informou, entretanto, que o repasse vai depender do orçamento do ano que vem – ou seja, as urnas poderão sair mais baratas que o previsto. Para este ano, estão separados R$ 241 milhões para o contrato.

Ao todo, serão compradas 180 mil urnas para substituir parte das atuais 470 mil, que foram fabricadas entre 2006 e 2008 e já estão “com vida útil esgotada”, segundo o TSE.

O tribunal informou ainda que as novas urnas começarão a ser fabricadas ainda este ano, mas não vai dar tempo de serem programadas para operar nas eleições municipais.

A homologação da licitação aconteceu em cerimônia da qual participaram os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

Barroso é o atual presidente do TSE. Mas Fachin assume o cargo em fevereiro de 2022 e fica até agosto daquele ano, quando será sucedido por Alexandre – que será o comandante do TSE durante as próximas eleições presidenciais.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 26 comentários