ACESSE

Posse de armas será concedida conforme nº de mortes no estado

Telegram

Jair Bolsonaro disse que conversou com Sergio Moro sobre como a Polícia Federal passará a avaliar a “efetiva necessidade” para conceder a posse de armas.

“Por exemplo: o número de óbitos por 100 mil habitantes, por arma de fogo, seja igual ou superior a 10, essa comprovação de efetiva necessidade é um fato superado, vai poder comprar sua arma de fogo. Homem do campo vai ter direito também”.

O cidadão comum continuaria a ter direito a apenas duas armas. Agentes de segurança poderiam ter 4 ou 6. O mercado será aberto para outras fabricantes, segundo o presidente.

O decreto, disse o presidente, sai ainda em janeiro.

2019 não será um ano para amadores. Conte com a ajuda de especialistas para chegar são e salvo a 2020 AQUI

Comentários

  • Elaine -

    POSSE de arma é LEGÍTIMO. Porte de arma é DANOSO. Presidente desista do PORTE pois não é o momento

  • Thiago -

    OI? Quer dizer que tem que MORRER muita gente antes de eu ter o direito de me defender? E se o MORTO ESTATÍSTICO for qualquer um de nós? Cade a isonomia e o somos todos iguais perante a lei?

  • Luiz -

    Bolsonaro é o cara

Ler 53 comentários