Posse no STJ: desconforto com Asfor Rocha e Bolsonaro junto de Noronha

Causou desconforto entre autoridades a presença de Cesar Asfor Rocha no convescote que antecedeu a cerimônia de posse de Humberto Martins como presidente do STJ, na tarde desta quinta-feira (27).

Ex-presidente do tribunal e hoje advogado, Asfor Rocha foi acusado de receber US$ 5 milhões em propina da Camargo Corrêa para paralisar a Operação Castelo de Areia, em 2010.

Na posse, Jair Bolsonaro entrou no plenário acompanhado por João Otávio Noronha, que deixa a presidência do STJ e é um dos cotados para a próxima vaga no STF.

LEIA AQUI a reportagem da Crusoé.

Leia mais: CENSURA À IMPRENSA: O EXEMPLO QUE VEM DO SUPREMO
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 15 comentários
TOPO