ACESSE

Poste de Lula é acusado de beneficiar operador de Mantega

Telegram

Lula é amigo de Mantega que é amigo de Haddad que é poste de Lula…

… E o poste, quando prefeito de São Paulo, editou decreto de desapropriação, em 29 de julho de 2016, de uma área de interesse do empresário Victor Sandri – apontado pelo MPF como operador de Guido Mantega – e doadores de campanha.

As informações constam em um processo movido pela Ajjuda Empreendimentos contra o Município de São Paulo, com objetivo de evitar a entrega do imóvel — o documento foi obtido com exclusividade por O Antagonista  e revelado em maio.

Em fevereiro, a Justiça acatou liminar da Ajjuda, que pertence ao empresário Jorge Dib, e suspendeu o processo de desapropriação. Os advogados expuseram uma série de supostas ilegalidades cometidas por Haddad no caso. 

No decreto, segundo ow advogados, o poste de Lula alegou interesse público na área pela “necessidade de implantação do Terminal Raposo Tavares”. O problema é que a ex-petista Marta Suplicy, quando prefeita, desapropriou um terreno com o mesmo objetivo e a apenas 1,5 km do local. 

A questão, na verdade, é que o terreno da Ajjuda Empreendimentos fica às margens da avenida Raposo Tavares e, por isso, se tornou estratégico para acesso ao empreendimento Residencial Reserva Raposo, concebido para abrigar nada menos que 26 mil unidades do Minha Casa Minha Vida.

Quem é o dono do empreendimento? O Grupo Rezek, do empresário José Ricardo Rezek, segundo maior doador da campanha de reeleição de Haddad em 2016.

Curioso, não?

A PF concorda com Lula: Lulinha é um "fenômeno" dos negócios... Mais aqui

Comentários

  • Alberto -

    O que tem haver trabalhadores com o PT. Os trabalhadores do país deveriam denunciar ao Ministério Público que mudasse o nome do partido e retirasse dos Trabalhadores, e sim PV de vigaristas.

  • Rosália -

    Poste sem luz! Ridículo!

  • Maria -

    Mais que curioso , esclarecedor.

Ler 14 comentários