PP adota critério de ‘fidelidade’ para distribuir fundo eleitoral

Como não há regras para que os partidos dividam os recursos dos fundos partidário e eleitoral, as siglas escolhem critérios próprios para distribuir o dinheiro entre seus candidatos.

O PP, por exemplo, adotou a regra da ‘fidelidade’ para distribuir os recursos entre seus parlamentares, registra o Estadão.

A fidelidade, nesse caso, é medida pela votação do impeachment de Dilma Rousseff e as denúncias contra Michel Temer. O candidato que votou a favor do impeachment receberá 2,5% além do que teria direito. Quem votou contra o impedimento terá desconto de 15%.

Já quem votou pelo afastamento de Michel Temer do mandato no ano passado ganhará menos. E quem foi contra o prosseguimento da denúncia, receberá mais.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. PP está certo, se o partido fechou questão, deve haver punição para quem desobedece, houve oportunidades para mudar de legenda.
    Voto de consciência só quando não houver posicionamento da legenda.

Ler mais 23 comentários
  1. PP está certo, se o partido fechou questão, deve haver punição para quem desobedece, houve oportunidades para mudar de legenda.
    Voto de consciência só quando não houver posicionamento da legenda.

  2. … partido. Quem se submeter a apoiar o centrão da corrupção vira vice na chapa. Se o Alckmin ganhar seremos roubados mais do que nunca.

  3. O cidadão assiste de fora como eles dividem o bolo, legislam em causa própria, contratam, aumentam salários e benefícios e os partidos são uma panela onde ninguém de fora entra. É uma bagunça!

  4. Palocci exige prisão domiciliar para delatar PSDB e PMDB, poupando Lula e petistas

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/05/1888854-palocci-pede-prisao-domiciliar-para-delatar-banco-empresas-e-lul

    1. Voto de consciência só quando não houver posicionamento da legenda, caso contrário para que serviria um partido?

  5. • vc viu corno manso duplo
    • tem que ser fiel e corinthiÂNUS
    • tem que gostar de ÔME
    • trazer ele para trepar na sua MUÉ
    • pode ficar no alambrado
    • ou ARQUIBANCADA xingando ÔME

  6. A falta de critérios morais é fulcro da crise política administrativa neste Brasil: um estado de merda conseguiu corromper todos os instalados nas cúpulas dos seus modais gestão,justiça e segurança.

  7. A consciência medida em percentual. Totó pra ganhar um docinho precisa sentar.Totó que mij.ou fora da caixinha de areia é totó que não ganha docinho.Totó é totó, agora nāo adianta latir.

  8. Precisamos de um Luca Brasi (The Godfather) para eliminarmos 💯% desses políticos bandidos (mafiosos) que dominam a política atual brasileira! Mário Puzzo e Coppola teriam inveja da NOSSA realidade!

  9. Como o $$$ vem fácil os “CANALHAS” continuam o esquema de perpetuação . Isso não vai mudar só com votos . A população humilde e miserável é mau informada e tem necessidades inediatas…

  10. Geraldo Centrão da Corrupção ORCRIMin, Geraldo Rodoanel ORCRIMin, Geraldo Roubamerenda ORCRIMin, Geraldo Trensalão ORCRIMin, Geraldo Aecio ORCRIMin, Geraldo PCC ORCRIMin, Geraldo Serra ORCRIMin

  11. Essa farra toda, nosso suado $$$$, é empregado desse modo nefasto, entre as quadrilhas e os quadrilheiros. Viva o Brasil! Dia 7/10 o povão ignorante vota nessa corja outra vez. Asco desses ignorantes.

  12. A mentalidade burocrática do brasileiro. Nas entrelinhas os Antas sugerem que se faça uma lei (ou pior, que o TSE defina) sobre regras de internas dos partidos. Vamos, mais leis, mais regras.