PR ensaia ter um ‘candidato de Bolsonaro’ ao governo do Rio de Janeiro

Rodrigo Maia continua dando as cartas nas negociações para a candidatura de Eduardo Paes ao governo do Rio de Janeiro pelo DEM.

Quem não tem gostado nada dessa estratégia é o PR, que ensaia desistir de indicar o deputado federal Marcelo Delaroli para vice na chapa do ex-prefeito e lançá-lo como candidato ao governo, com eventual apoio de Jair Bolsonaro.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 31 comentários
    1. Você está errado…

      http://sensoincomum.org/2017/11/28/psdb-se-une-ao-pt/

  1. Com apoios, com candidatos apoiados em outros estados para governador, e senadores da chapa sendo do PSL, onde Jair Bolsonaro não puder lançar candidato próprio, ele apostará nessa estratégia. No caso, apoiaria esse Marcelo, e colocaria o Flávio Bolsonaro como senador, que está muito bem nas pesquisas, em primeiro. Quem sabe outro senador. E também tem as eleições proporcionais. Fazendo isso, a negativa de Bolsonaro em praticar o fisiologismo eleitoral, e governamental, ganha mais poder de persuasão.

  2. http://g1.globo.com/tecnologia/blog/tira-duvidas-de-tecnologia/post/como-agir-em-casos-de-ofensa-na-internet.html
    https://link.estadao.com.br/noticias/geral,saiba-como-denunciar-ofensas-e-abusos-ocorridos-na-internet,10000029328

    1. O Bolsonaro devia registrar ocorrência de tanto que os MAVs de esquerda o chamam (e a seus eleitores) de B…. Suja, Racista, homofóbico e outras asneiras.
      Mas vai adiantar alguma coisa??
      Nada!

  3. O bom e velho clientelista PR.
    Apoiou todos os governos em sua atuação no “Centrão”, desde o FH até o Temer, passando pelo PT.
    Agora conta com o apoio de outro famoso clientelista, o Boçalnaro.
    Não vão eleger nem síndico de prédio pequeno aqui no Rio.

    1. Preparado em globalismo, comunismo e progressismo destruidores de nações, e em “portuglês” de “rárvardi”…

    2. O mito precisa logo indicar seu candidato ao governo do Rio de Janeiro !!!
      estamos sem opções : (

  4. O que o povão não sabe (ou sabe, mas não adianta saber) é que os poderosos são vizinhos. São parentes. São amigos desde o berço (ainda que se conheçam apenas nos dois últimos anos). Mesmo em países sérios há mistura de fronteiras, entre o certo e o errado. Imaginem por aqui!!!