Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Precisa Medicamentos tentou driblar técnicos para importar Covaxin

A diretora da empresa, Emanuela Medrades, buscou convencer o ministério de que o aval da agência indiana seria suficiente para a importação
Precisa Medicamentos tentou driblar técnicos para importar Covaxin
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Precisa Medicamentos recorreu à cúpula do Ministério da Saúde na tentativa de apressar a importação da vacina indiana Covaxin, contornando questionamentos da área técnica da Anvisa, diz a Folha.

Torcas de emails e documentos obtidos pelo jornal mostram que, em 30 de março, a empresa pediu para a Secretaria-Executiva da pasta “atuar” junto à divisão de importação e “acionar” a “alta direção” da Anvisa.

A diretora da Precisa, Emanuela Medrades, argumentou que, como a Covaxin já era registrada na Índia, o aval para o embarque para o Brasil deveria ser automático. Segundo ela a autorização da agência reguladora indiana CDSCO automaticamente autoriza a importação e uso excepcional”.

Medrades também disse à Saúde que negar esta certificação à fabricante da vacina não impacta em absolutamente nada o uso e importação excepcional por este ministério” da vacina.

Diante da pressão, o tenente-coronel da ativa Alex Lial Marinho, então coordenador do Delog, pediu pediu “prioridade máxima” para o pedido de importação. Estou na SE [Secretaria-Executiva], prioridade máxima”, afirmou Marinho em mensagem de Whatsapp enviada a técnicos da pasta.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO