Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Precisa recebeu R$ 9,5 milhões de clínicas como 'adiantamento' por vacina que não chegou

A intermediária negociou imunizantes com clínicas privadas, mas o Congresso não liberou a aquisição de vacinas por empresas
Precisa recebeu R$ 9,5 milhões de clínicas como adiantamento por vacina que não chegou
Reprodução

A Precisa Medicamentos, que firmou um contrato de R$ 1,6 bilhões com o Ministério da Saúde para a venda da Covaxin, arrecadou ao menos R$ 9,5 milhões vendendo o imunizante a 59 clínicas privadas no início do ano, diz O Globo.

As empresas pagaram um sinal” de 10%, mas ficaram sem a vacina. Algumas delas tentam conseguir o dinheiro de volta, já que o prazo contratual para a entrega das doses, estipulado no final de abril, expirou.

Além de a Covaxin não conseguir o aval definitivo da Anvisa, o Congresso não liberou a vacinação privada contra a Covid.

Mais notícias
TOPO