Precisava, dá para parar, que tal admitir, Alckmin?

O Globo noticia que a Justiça negou ao Estado de São Paulo a reintegração de posse das escolas públicas ocupadas. Diz o jornal: “Em nota, o Tribunal de Justiça explica que as ocupações não envolvem questão de posse, uma vez que o objetivo dos estudantes é discutir a proposta do Estado para o ensino. Durante a sessão, o relator do recurso, desembargador Coimbra Schmidt, pediu que os ocupantes permitam o acesso aos alunos que não se juntaram aos protestos, para que eles continuem com suas atividades escolares.”

Para protestar contra a “reorganização da rede” por Geraldo Alckmin, a esquerda pirulito ocupou 122 escolas (o governo fala em 86 unidades).

Vamos perguntar outra vez: precisava disso, Alckmin?

Vamos fazer um apelo: dá para parar de gastar o nosso dinheiro com propaganda sobre a tal “reorganização da rede”, Alckmin?

Vamos fazer uma sugestão: que tal admitir que perdeu e voltar atrás nessa história, Alckmin?

Faça o primeiro comentário