"Preconizar o 'tratamento precoce' nesta altura da pandemia é criminoso"

“Preconizar o tratamento precoce nesta altura da pandemia é criminoso”
Foto: Reprodução/Facebook

Paulo Chapchap, diretor-geral do Sírio Libanês, deu uma entrevista à Folha na qual voltou a criticar o tal “tratamento precoce” contra a Covid.

Ele disse que “quem indica esses remédios provoca uma falsa sensação de segurança nas pessoas”.

Na minha opinião, preconizar o ‘tratamento precoce’ nesta altura da pandemia é criminoso. Essas pessoas tinham que visitar pelo menos um hospital, uma UTI e conversar com as famílias dos pacientes internados.”

Ele emendou:

“Pergunta para as famílias o que os pacientes estavam tomando [antes de piorar]. Muitos pacientes que estão internados hoje em UTIs, com pouca chance de sobreviver, estavam usando o tal ‘kit de tratamento precoce’.”

Chapchap afirmou também que “não adianta esperar misericórdia do vírus”.

“Nós é que temos que ter misericórdia um dos outros e nos comportar adequadamente para não causar dezenas de milhares de mortes agora em abril.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO